O invisível na comunicação: contribuições do modelo Praxiológico e da Fenomenologia de Merleau-Ponty para pensar a literacia mediática

Autores

Palavras-chave:

Comunicação, literacia, modelo praxiológico, Merleau-Ponty, invisível.

Resumo

A proposta desse trabalho é discutir a comunicação pela perspectiva praxiológica em aproximação com o projeto fenomenológico de Merleau-Ponty, percebendo o quanto esse diálogo pode contribuir para a literacia mediática. Nosso percurso vai da percepção do processo comunicativo nas interações sociais à produção de um ambiente visível, o que está aparentemente acordado superfície, mas esse mesmo movimento produz uma série de silenciamentos e invisibilizações. Para isso, recorremos às reflexões de Braga sobre o processo tentativo da comunicação e às reflexões de Merleau-Ponty sobre as tensões entre o visível e o invisível. Sugerimos que as análises em termos de literacia midiática podem ganhar em profundidade ao se considerar que a comunicação produz e guarda camadas invisíveis, que elas estão em latência a exigir às expressões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Cristian Góes, Universidade Federal de Minas Gerais

Jornalista formando na UNIT/SE, mestre em Comunicação (UFS), doutor em Comunicação (UFMG), doutoramento sanduíche na Universidade do Minho, Portugal.

Referências

ABRIL, Gonzalo. Cultura visual, de la semiótica a la política. Madrid: Plaza y Valdés, 2013.

ÁVILA, Patrícia. A Literacia dos Adultos: Competências-chave na Sociedade do Conhecimento, Oeiras, Celta, 2008.

BRAGA, José Luiz. Nem rara, nem ausente – tentativa. MATRIZES, ano 4, nº 1, São Paulo: ECA-USP, jul./dez. 2010. p 65-81. Disponível http://www.matrizes.usp.br/index.php/matrizes/article/view/179 Acesso em 16/8/2014.

CAPALBO, Creuza. A subjetividade e a experiência do outro: Maurice Merleau-Ponty e Edmund Husserl. Revista da Abordagem Gestáltica, 2007, v. 13, n. 1, p. 25-50. Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rag/v13n1/v13n1a03.pdf Acesso 21 fev 2014

CHAUÍ, Marilena. Merleau-Ponty: a obra fecunda. A filosofia como interrogação interminável. Cult–Revista Brasileira de Cultura, 2008, n. 123. Disponível em http://revistacult.uol.com.br/home/2010/03/merleau-ponty-a-obra-fecunda/ Acesso 17 dez 2014.

DEWEY, John. Experiência e Natureza. In: DEWEY, John. Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1980. 317 p. pp. 3-52

DUPOND, Pascal. Vocabulário de Merleau-Ponty. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

FRANÇA, Vera. Quéré: dos modelos da comunicação. In: Fronteiras. Estudos Midiáticos. Vol. V, nº 2. São Leopoldo: Unisinos, 2003.

GINZBURG, Carlo. Mitos, emblemas, sinais. São Paulo: Cia. das Letras, 1989.

HERSCOVITZ, Helena. Análise de conteúdo em jornalismo. In: LAGO, C. e BENETTI, M. Metodologia de pesquisa em jornalismo. Petrópolis: Vozes, 2010.

KIRSCH, Irwin; JUNGEBLUT, Ann; JENKINS, Lynn; KOLSTAD, Andrew. Adult Literacy in America: a First Look at the Results of the National Adult Literacy Survey, Washington, National Center for Education Statistics, 1993.

LEAL, Bruno, ANTUNES, Elton, VAZ, Paulo B. El acontecimiento como contenido de las noticias: repensando una metodología. Estudios sobre el Mensaje Periodístico, Norteamérica, 18, jun. 2012. Disponível em: <https://goo.gl/uA2jqT>. Acesso em 20 out. 2016.

MATTHEWS, Eric. Compreender Merleau-Ponty. Petrópolis: Vozes, 2010.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A prosa do mundo. Rio de Janeiro: Edições Bloch, 1974.

________________________. Signos. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

________________________. Fenomenologia da Percepção. 2ª ed., São Paulo: Martins Fontes, 1999.

________________________. O visível e o invisível. São Paulo: Perspectiva, 2012.

QUÉRÉ, Louis. D’un modéle epistemologique de la comunication a un modele praxeologique. Réseaux, n.46-47, CNET, 1991. (Versão mimeografada traduzida por: Lúcia Lamournier Sena e Vera Lígia Westin, 31p.).

REIS, Felipe. Da antropologia da escrita à literacia: Algumas reflexões sobre o Estudo Nacional de Literacia”, Educação, Sociedade & Culturas, 8, pp. 105-120, 1997.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2018-10-31

Como Citar

Góes, J. C. (2018). O invisível na comunicação: contribuições do modelo Praxiológico e da Fenomenologia de Merleau-Ponty para pensar a literacia mediática. Simpósio Internacional De Educação E Comunicação - SIMEDUC, (9). Recuperado de https://eventos.set.edu.br/simeduc/article/view/9531

Edição

Seção

GT 03 - Docência, criatividade, inovação e investigação