USO PEDAGÓGICO DO INSTAGRAM NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCACAO BÁSICA NA PANDEMIA DA COVID – 19

sheilla costa dos santos, Adriana Santos de Jesus Menezes, Ronaldo Nunes Linhares

Resumo


O processo de comunicação mediado pelas tecnologias digitais tem mudado ao longo dos tempos. Essas mudanças, na Pandemia da COVID -19, foram evidenciadas, pois estas tecnologias têm nos auxiliado a conviver com suas restrições sociais. A forma como nos comunicamos, trabalhamos, aproveitamos o nosso tempo de lazer, organizamos a nossa vida, e obtemos conhecimento e informação passou a ser realizada no mundo digital. Desta forma, a Oficina intitulada "O Uso Pedagógico do Instagram”, realizada pelo Sergipe Parque Tecnológico -SergipeTec em parceria com o Grupo de Estudo, Pesquisa Comunicação, Educação e Sociedade - Geces da Universidade Tiradentes teve como objetivo proporcionar a professores da Educação Básica do município de São Cristóvão possibilidades de letramento midiático, com uso pedagógico da rede social Instagram. Metodologicamente, faz uso da abordagem multirreferencial, que pretender compreender os fenómenos sociais, princiaplemente no que tange as questões educuacionais. A oficina foi oferecida para um total de 32 professores, divididas em duas turmas, desenvolvida no cenário on-line pelo aplicativo Google Meet, mostrando o Instagram, como dispositivo pedagógico que promove, motiva e cria condições para o desenvolvimento de competências de letramento digital de crianças e adolescentes para além dos conteúdos. Os resultados demonstram que diante dos inúmeros recursos do aplicativo, o Instagram permite um fluxo intenso de interações e possibilidades de ensino-aprendizagem. Hoje, durante a pandemia da COVID-19, podemos inferir que o Instagram passa a ser um recurso de interatividade e produção de conteúdo para as aulas, acontecendo de forma remota, em que alunos e professores necessitam buscar, cada vez mais formas de interação e aproximação na sociedade do digital. 

Palavras-chave


Formação de professor; Instagram; TDIC; Rede social

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN G, ZIZEK S, NANCY JL, BERARDI F, PETIT SL, BUTLER J, et al. Sopa de Wuhan: pensamiento contemporáneo en tiempos de pandemias. ASPO (Aislamiento Social Preventivo y Obligatorio); 2020. https://www3.unicentro.br/defil/wp-content/uploads/sites/67/2020/05/Sopa-de-Wuhan-ASPO.pdf. Acesso em 10 de jun de 2020.

DIAS, Cristiane; COUTO, Olívia Ferreira. As redes sociais na divulgação e formação do sujeito do conhecimento: Compartilhamento e produção através da circulação de ideias. Linguagem em (Dis)curso. Tubarão, SC. V. 11, N. 3, p. 631-648, 2011. Disponível em: . Acesso em: 18 de junho de 2019.

DUDENEY, Gavin; HOCKLY, Nicky; PERGRUM, Mark; Letramentos Digitais. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016. Tradução MARCIONILO, Marcos.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 59. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2019

HAN, Byung-Chul. No enxame: perspectivas do digital. Tradução: Lucas Machado. Petropólis-RJ: Vozes, 2018.

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. Tradução: Luiz Paulo Rouanet. 10. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2015.

MORAES, Roque. Análise de Conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v. 22, n. 37, p. 7- 32, 1999. Disponível em: http://cliente.argo.com.br/~mgos/analise_de_conteudo_moraes .html#_ftn1. Acesso em: 22 ago 2018.

PRENSKY, M. Digital Native, digital immmigrants. Digital Native immigrants. On the horizon, MCB University Press, Vol. 9, N.5, October, 2001. Disponível em: Acesso em: 28 de junho de 2019.

Relatório e recursos das tendências das mídias sociais em 2019. Disponível em:. Acessado em: 28 de junho de 2019.

ROJO, Roxane Helena R.; MOURA, Eduardo. Letramentos na Escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012

SANTAELLA, L. Cultura e artes do pós-humano: Da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus, 2003.

SANTAELLA, L. A ecologia pluralista da comunicação: conectividade, mobilidade, ubiquidade. São Paulo: Paulus, 2010.

SANTOS, E. Pesquisa-formação na Cibercultura. Portugal: Whitebooks, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Simpósio Internacional de Educação e Comunicação - SIMEDUC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.