WhatsApp como ferramenta de comunicação entre professores e alunos em tempos de aulas remotas: uso e suas implicações

Edvania Cordeiro dos Santos, Rayssa Feitoza Felix dos Santos

Resumo


Num cenário em que todos os níveis de ensino precisaram se reinventar para permanecer proporcionando aos alunos momentos de aprendizagem, a presente pesquisa discute o uso de aplicativos de mensagens instantâneas entre professore e alunos/pais de alunos, e possíveis implicações. No trabalho ressaltamos a diferença entre aulas remotas e educação a distância, no entanto, compreendemos que esta temática engloba discussões possíveis, por focar na comunicação entre alunos e profissionais da educação. Assim, tanto entre professores da educação básica quanto entre profissionais do ensino superior (presencial e semipresencial) nota-se o aumento do uso de aplicativos de mensagens instantâneas para manter contato com os estudantes/pais. A pesquisa é de abordagem qualitativa, o instrumento utilizado para coleta de dados, questionário on-line, foi aplicado à professores. O objetivo da pesquisa consiste em analisar possíveis implicações do uso do WhatsApp como ferramenta de comunicação entre professores e alunos em tempos de Pandemia. Como principais resultados, encontramos benefícios do uso do aplicativo, como maior engajamento bem como desvantagens, dentre as principais impacto na qualidade de vida de professores.

Palavras-chave


Comunicação; professores; alunos; educação; aulas virtuais

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCAR, Gersica Agripino; PESSOA, Maérico dos Santos; SANTOS, Ana Katarine de F. S; CARVALHO, Solange R. R. de; LIMA, Hommel A. de B. WhatsApp como ferramenta de apoio ao ensino. IV Congresso Brasileiro de Informática na Educação. Anais... 2015.

BARBOSA, André Machado; VIEGAS, Marco Antônio Serra; BATISTA, Regina Lucia Napolitano Felício Felix. Aulas presenciais em tempos de pandemia: relatos de experiências de professores do nível superior sobre as aulas remotas. Revista Augustus, Rio de Janeiro, v.25, n. 51, p. 255-280, jul./out. 2020. Disponível em: https://apl.unisuam.edu.br/index.php/revistaaugustus/article/view/565/302 Acesso em: 04 fev. 2021.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 33. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

OLIVEIRA, M. M. Como fazer pesquisa qualitativa. 6. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

RODRIGUES, Tereza. A utilização do aplicativo WhatsApp por professores em

suas práticas pedagógicas. 6º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação. Anais… Recife, 2015.

STEVANIM, Luiz Felipe. Exclusão nada remota: desigualdades sociais e digitais dificultam a garantia do direito à educação na pandemia. Radis, Rio de Janeiro, FIOCRUZ, n. 215, p. 10-15, ago. 2020.

VALENTE, Geilsa Soraia Cavalcanti; MORAES, Érica Brandão de; SANCHEZ, Maritza Consuelo Ortiz; SOUZA, Deise Ferreira de; PACHECO, Marina Caroline Marques Dias. O ensino remoto frente às exigências do contexto de pandemia: Reflexões sobre a prática docente. Research, Society and Development, São Paulo, v. 9, n. 9, 2020. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/8153/7109 Acesso em: 04 fev. 2021.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Simpósio Internacional de Educação e Comunicação - SIMEDUC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.