A INFLUÊNCIA DOS MEMES NO CONTEXTO ESCOLAR

Carlenia Silva Lima, Max Castor Rodrigues Junior

Resumo


As reflexões em torno do assunto tecnologia e educação vem crescendo em nossa sociedade, devido à necessidade de explorar o assunto diante do crescimento e desenvolvimento nos meios de informação e comunicação. Em uma busca constante do saber e aprender, a sociedade tem buscado se adaptar a um processo cada vez mais acelerado de transformações em torno dos campos sociais, incluindo a educação. Nesse panorama evidenciamos os memes. Fruto desse desenvolvimento digital e que podem colaborar de forma motivadora no aprendizado de conceitos de diferentes disciplinas e temas da atualidade.


Palavras-chave


Tecnologia; Meme; Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


DAWKINS, Richard. O gene egoísta. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

DAMASCENO, H Leyltton Costa. Revista de Biblioteconomia e Ciência da informação. v. 6, n. 2, p. 119-135, maio/ago. 2020. Memes e Narrativas em tempos de pandemiada Covid -19: um estudo analítico. Disponível em: https://periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/527/472

Acesso em: 5 dez. 2020.

FONTANELLA, Fernando. Bem-vindo à Internets: Os subterrâneos da Internet e a cibercultura vernacular. In: XXXIV Intercom - Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Recife, 2011.

GERAR MEMES. Memes da galeria. Disponível em: https://www.gerarmemes.com.br/memes-galeria/342-hermione-granger/5Acesso em 4 dez. 2020.

GONNET, Jacques. Educação e mídias. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

INSTAGRAM. @soueunvida.Agora a coisa ficou séria: Quem ganharia numa briga por álcool em gel no supermercado? Disponível em: https://www.instagram.com/p/B-Va5gvFinl/?hl=pt Acesso em: 4 dez. 2020.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias: Um novo ritmo da informação. 8. ed. Campinas: Papirus, 2012. p. 15-25.

KENSKI, Vani Moreira. Tecnologias e ensino presencial e a distância. 9. Ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

LEMOS, André; Cunha, Paulo (orgs). Olhares sobre a Cibercultura. Sulina, Porto Alegre, 2003; pp. 11-23. Disponível em: https://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/andrelemos/cibercultura.pdf

Acesso em: 1 dez. 2020.

LEMOS, André. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. 5ª edição. Porto Alegre: Sulina, 2010.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

MARTIN – BARBERO, Jesús. Heredandoelfuturo.Pensarlaeducación desde lacomunicación. Rev. Nómadas, No 5, Santafé de Bogotá (Colômbia), Univ. Central, 1997.

MARTÍN, BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2006.

MURÇA, Giovana. RevistaQuero.Tédio na quarentena: veja os memes mais criativos.Disponível em:https://querobolsa.com.br/revista/tedio-na-quarentena-veja-os-memes-mais-criativosAcesso em: 5 dez. 2020.

NOBRE, Kennedy Cabral. Critérios classificatórios para processos intertextuais. 2014. 129 p. Tese de Doutorado em Linguística. Universidade Federal do Ceará, Centro de Humanidades, departamento de Letras Vernáculas, PPGL, Fortaleza, 2013. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/8243/1/2014_tese_kcnobre.pdf Acesso em: 4 dez. 2020.

OLIVEIRA, Cláudio de; MOURA, Samuel Pedrosa; SOUSA, Edinaldo Ribeiro de. TIC’S NA EDUCAÇÃO: A UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA APRENDIZAGEM DO ALUNO. Revista Pedagogia em AÇÃO. V. 7 n. 1. p. 75-95, 2015. Disponível em: file:///C:/Users/Audit/Downloads/11019-Texto%20do%20artigo-39666-1-10-20151207%20(1).pdf Acesso em: 10 out.2020.

OLIVEIRA, Kaio Eduardo de Jesus; PORTO, Cristiane de Magalhães; ALVES, André Luiz. Memes de redes sociais digitais enquanto objetos de aprendizagem na Cibercultura: da viralização à Educação, ActaScientiarumEducation. V. 41. p. 1-11, 2019. Disponível em: http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciEduc/article/view/42469/751375138651 Acesso em: 12 set. 2020.

PETRIN, Natália. Intertexualidade. Todo estudo. Disponível em:

https://www.todoestudo.com.br/portugues/intertextualidade Acesso em: 5 dez. de 2020.

PODER360. Quarentena pelo coronavírus rende enxurrada de memes.17 de maio de 2020. Disponível em: https://www.poder360.com.br/midia/quarentena-pelo-coronavirus-rende-enxurrada-de-memes/Acesso em: 3 dez. 2020.

PORTO, Lilian Mara Dal Cin. Memes: construção de sentidos e efeito de humor. 2018. 189 p. Tese de Doutorado em língua portuguesa. Pontifícia Universidade católica de SP – PUC. 2018. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/bitstream/handle/21796/2/Lilian%20Mara%20Dal%20Cin%20Porto.pdf Acesso em 8 out. 2020.

SANTOS, Edméa; COLACIQUE, Rachel; CARVALHO, Felipe da S. Ponte. A autoria visual na internet: o que dizem os memes? Quaestio, Sorocaba, SP, V. 18 n. 1, p. 135-157, maio 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Simpósio Internacional de Educação e Comunicação - SIMEDUC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.