OS DESAFIOS DO ENSINO REMOTO E A APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS: UM ESTUDO DE CASO DE UMA ESCOLA DE BARÃO DO TRIUNFO/RS

Maria Tanise Raphaelli Bosquerolli Antunes

Resumo


Este artigo apresenta a análise de um projeto escolar e suas contribuições para o desenvolvimento das competências gerais da Base Nacional Comum Curricular previstas para a educação básica. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de caráter exploratório e descritivo, baseada em um estudo de caso em que se investiga o planejamento e desenvolvimento do Projeto Lixo Zero. Neste artigo considerou-se a bibliografia que versa sobre a Aprendizagem Baseada em Projetos, as percepções docentes e discentes sobre o projeto e as produções estudantis. Como resultado, constatou-se que o projeto escolar contribuiu na construção das competências e que as ações dos estudantes repercutiram positivamente na sociedade.   


Palavras-chave


Aprendizagem Baseada em Projeto, Lixo Zero, Competências

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, Maria Tanise R. B. GAF.Educação: Um estudo sobre a construção e o uso de um aplicativo educacional. Anais XXVII Ciclo de Palestras sobre novas tecnologias na educação, nov. 2019. p 36 – 45. Porto Alegre: CINTED/UFRGS, 2019.

__________. O uso das tecnologias de comunicação e informação na Pedagogia de Projetos para a correção do fluxo escolar. In: Formar in la diversidade: reflexiones y acciones. ACEVEDO, Fernando; NOSSAR, Karina; VIERA, Patricia. [Editores] p. 137 -148. Rivera, UY: Tradinco, 2018.

__________. Uma rede de fio e furos. In: Educação em tempos de pandemia: registros polissêmicos do visível e invisível [recurso eletrônico]. 1 ed. p. 73-76. RIBEIRO, Marcelo Silva de Souza; SOUSA, Clara Maria Miranda de.; LIMA, Emanoela Souza. Petrolina, PE: UNIVASF, 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2017.

_________. Lei nº 9394/96 de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, Brasil: Senado Federal, 2017.

BENDER, William N. Aprendizagem baseada em projetos: educação diferenciada para o século XXI. Tradução Fernando de Siqueira Rodrigues. Porto Alegre: Penso, 2015.

DEMO, Pedro. Educação hoje: novas tecnologias, pressões e oportunidades. São Paulo: Atlas, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 60 ed. São Paulo: Paz e Terra, 2016.

__________. Educação e mudança. Tradução Lilian Lopes Martin. 38 ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 2018.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MINAYO, M. C. de S. (Org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 21 ed. Rio de Janeiro (Brasil): Vozes, 2002.

MORAN, José M.; MASETTO, Marcos T.; BEHRENS, Marilda A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 21 ed. rev. e atual. 6 Reimpressão. Campinas – SP: Papirus, 2017.

MORAN, José M. A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. 5 ed. 7 Reimpressão. Campinas – SP: Papirus, 2017.

PERRENOUD, Philippe. Pedagogia Diferenciada: das intenções à ação. Tradução Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre, Brasil: Artmed, 2000.

_________. Desenvolver competências ou ensinar saberes? A escola que prepara para a vida. Tradução: Laura Solange Pereira. Porto Alegre, RS: Penso, 2013.

PRADO, Maria E B. B. Pedagogia de Projetos: fundamentos e implicações. (pp. 11-17). In ALMEIDA, M. E. B. Almeida; MORAN. José M. (Org.) Integração das Tecnologias na Educação. Salto para o Futuro. Brasília: Ministério da Educação, Seed.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Simpósio Internacional de Educação e Comunicação - SIMEDUC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.