GRUPOS DO FACEBOOK DE MÃES DE TDAH: ESPAÇO DE DIÁLOGO

Letícia Fumiko Kudo, Ilka Miglio de Mesquita

Resumo


RESUMO

O artigo tem como tema a narrativa em grupos de Facebook de mães de crianças que possuem Transtorno de Déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e trará um recorte teórico sobre a pesquisa em andamento. Com o objetivo de refletir criticamente sobre os espaços das mídias sociais digitais, como espaço de interação, mobilização social e aprendizado, pensamos nosso objeto de estudo a partir da ótica e ponto de vista de autores que enxergam o uso das mídias, a transformação que a internet tem trazido à sociedade, tanto de forma negativa para um diálogo, como de forma positiva pelos que percebem toda transformação e possibilidades geradas pela internet e mídias sociais. Assim, estabeleceremos diálogos e reflexões sobre a importância destes espaços virtuais para as mães de crianças com o TDAH.


Palavras-chave


Grupos de Facebook; Mães; TDAH.

Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. Ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987.

BERARDI, Franco. La fábrica de la infelicidad. Nuevas formas de trabajo y movimiento global. Traficantes de Sueños, 2003.

BERMAN, Marshall. Tudo que é sólido desmancha no ar. A aventura da modernidade. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 2007.

FRANÇA, Lilian Cristina Monteiro. O modelo de negócios Facebook -Instant Articles no financiamento do jornalismo online no Brasil. Aracaju-SE: Editora Amazilia Coral, 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

HAN, Byung-Chul. Sociedade da transparência. Tradução de Enio Paulo Giachini. – Petrópolis, RJ : Vozes, 2017.

_____________. Psicopolítica: O neoliberalismo e as novas técnicas de poder. Tradução Maurício Liesen. Editora Âyiné. Belo Horizonte. 2018

_____________. No enxame: perspectivas do digital. Tradução de Lucas Machado. Petrópolis, RJ: Vozes, 2018.

_____________. Hiperculturalidade: cultura e globalização. Tradução Gabriel Salvi Philipson. Petrópolis, RJ: Vozes, 2019.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias: O novo ritmo da informação. 8ª ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e Comunicação: Interconexões e Convergências. Educ. Soc., Campinas, vol. 29, n. 104 - Especial, p. 647-665, out. 2008. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br

LIPOVETSKY, Gilles; SERROY, Jean. A Cultura Mundo: resposta a uma sociedade desorientada. Tradução Maria Lúcia Machado. 1ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

MAFFELOLI, M. O tempo das tribos: o declínio do individualismo na sociedade de massa. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1987.

SANTOS, E. Pesquisa-Formação na Cibercultura. 1a ed. Teresina: EDUFPI, 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Simpósio Internacional de Educação e Comunicação - SIMEDUC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.