Relato de experiência interdisciplinar com o uso da Literatura Infantil para (re)significar o negro na escola

Zuleick de Almeida Lima, Marinalva Ferreira do Nascimento, Aila Oliveira Serpa

Resumo


O presente artigo busca apresentar uma proposta de trabalho interdisciplinar realizado entre as áreas de linguagem e ciências humanas, desenvolvido com estudantes do 3º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Juscelino Kubitscheck de Oliveira, no município de Nova Xavantina-MT, tendo como foco dar visibilidade às questões voltadas para a figura da pessoa negra numa perspectiva étnico-social. O trabalho reflete aspectos teóricos e práticos que tratam da importância da temática negra na escola, para uma atuação democrática e plural dos estudantes, que como protagonistas principais nesse processo, colocam em evidência a valorização da cultura afro na escola a partir de trabalhos com obras da literatura infantil. O desenvolvimento de todas as atividades envolveu ações planejadas com o uso das metodologias ativas de comunicação através de redes sociais, ferramentas de edição de vídeos e outras tecnologias da informação para que todas as produções fossem amplamente vistas e divulgadas na comunidade escolar a partir da rede social Instagram.

 


Palavras-chave


Interdisciplinaridade; metodologias ativas; visibilidade negra

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. LEI Nº 10.639, DE 9 DE JANEIRO DE 2003. Estabelece a inclusão no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira". Disponível em: http://www.ensinoafrobrasil.org.br> Acesso em: 10.01.2021.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais Ensino Médio: bases legais. Brasília: MEC, 2000. Disponível em:. Acesso em: 21 dez. 2020.

BRITO, Luciana da Cruz. Tópicos sobre a história do negro na sociedade brasileira. 2 edição modificada. Cuiabá: EdUFMT, 2013.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridades: história, teoria e pesquisa. Campinas: Papirus, 1994.

JAPIASSU, Hilton. Interdisciplinaridade e Patologia do saber. Rio de Janeiro:Imago, 1976.

LÜCK, H. Pedagogia interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

MEIRINHOS, Manuel. Desafios educativos da geração Net. Revista de estudios e InvestigaciónenPsicología y Educación, 2015, p. 125-129. Disponível em:. Acesso em 16 jan. 2020

MORAN, Jose. Metodologias ativas e modelos híbridos na educação. In: S. YAEGASHI e outros(Orgs). Novas Tecnologias Digitais: Reflexões sobre mediação, aprendizagem e desenvolvimento. Curitiba: CRV, 2017, p. 23-35. Disponível em:< http://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2018/03/Metodologias_Ativas.pdf>. Acesso em 16 jan. 2020.

MULLER, Maria Lucia Rodrigues. A Escola como Transmissora da Ideologia do Branqueamento e Difusora dos Estereótipos Contra a População Negra./Maria Lucia

Rodrigues Muller. 2 edição modificada. Cuiabá: UAB/EdUFMT, 2013.

TEIXEIRA, Moema de Poli. Relações Raciais na Sociedade Brasileira./Moema de Poli Teixeira; Maria Lucia Rodrigues Muller (org.) 2 edição modificada. Cuiabá: UAB/EdUFMT, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Simpósio Internacional de Educação e Comunicação - SIMEDUC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.