PERFIL ETÁRIO POR SEXO E A RAÇACOR DA POPULAÇÃO PRIVADA DE LIBERDADE EM SERGIPE

Marcela de Souza Santos

Resumo


No Brasil, pessoas privadas de liberdade são àquelas, maiores de 18 anos, que se encontram encarceradas em um sistema prisional. O objetivo deste estudo é avaliar o perfil de presos em Sergipe, no ano de 2016. Trata-se de um estudo quantitativo e descritivo com base nos dados secundários disponibilizados pelo Departamento Penitenciário Nacional, através do INFOPEN. Foram observados 4.465 presos, representados, quase que na totalidade, por homens (92,5%), jovens (com idade inferior a 30 anos) e de raça/cor parda (2.935 presos). No ano de 2016, notou-se maior frequência de homens privados de liberdade quando comparado com as mulheres, evidenciando disparidades importantes que podem ser reflexo da vulnerabilidade do homem no acesso às oportunidades e bens de consumo na sociedade.


Palavras-chave


Prisão. Jovem. Risco. Vulnerabilidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.