ATENDIMENTO NAS URGÊNCIAS: CAUSAS EXTERNAS COMO FATOR DE INTERNAÇÃO EM SERGIPE, 2017

Jefferson Felipe Calazans Batista, José Hunaldo de Oliveira Júnior, Larissa Cristina Araújo Sacramento, Maria Raykielle de Sá Cardoso, Fernanda Dantas Barros

Resumo


INTRODUÇÃO: A hospitalização por causas externas demonstra-se atualmente como um grande problema de saúde pública, principalmente por gerar invalidez temporária ou permanente do indivíduo, ou até mesmo o óbito. Dentre as causas podemos incluir os acidentes automobilísticos, afogamentos, quedas, queimaduras e violência. Tal estudo tem como objetivo identificar, quantificar e analisar as taxas de atendimento nas urgências em Sergipe por causas externas. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo ecológico de caráter quantitativo descritivo, construído a partir de dados provenientes do DataSUS. RESULTADOS: As causas externas representam uma parte significativa das internações de urgência. Dentre os grupos de causas externas, a de maior representatividade estatística são as quedas, responsáveis por mais de 90% dos casos. CONCLUSÃO: As causas externas representam o segundo maior número de internações de urgências, sendo esse tipo de levantamento, imprescindível na promoção e prevenção de tais eventos.


Palavras-chave


Hospitalização; Emergências; Morbidade;. Causas externas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.