VARIAÇÕES TEMPORAIS RELATIVAS AO GASTO MÉDIO COM INTERNAÇÕES HOPITALARES POR CAUSAS SENSÍVEIS A ATENÇÃO BÁSICA EM SERGIPE NOS ANOS DE 2006 A 2012: Um estudo descritivo.

Matheus Correia Santos, Elisiane Mendes de Santana, Alyny Leal Santos, Lucas Correia Santos, Rebecca Maria Oliveira Góis

Resumo


 

A atenção primária a saúde é a modalidade assistencial potencialmente capaz de melhorar os indicadores de saúde da população. Tem como eixo ordenador a Estratégia de Saúde da Família, que busca garantir assistência resolutiva evitando hospitalizações desnecessárias. Um indicador indireto da qualidade desse nível de atenção é o índice de internações por condições sensíveis da atenção básica, que serve para avaliar a qualidade desse nível de atenção e o desempenho dos serviços. Esse estudo objetiva  analisar variações temporais relativas ao gasto médio com internações hospitalares por causas sensíveis a atenção básica no período de 2006 à 2012 em Sergipe. Foram utilizados dados obtidos através do sistema de informações hospitalares do Sistema único de Saúde (SIH/SUS), do departamento de informática do SUS (DATA SUS). A partir dos dados encontrados foi possível concluir que as despesas hospitalares no SUS são crescentes, porém houve uma diminuição entre os anos de 2006 a 2011.

 


Palavras-chave


Atenção primária a saúde. Causas; Indicadores; Gastos em Saúde.

Texto completo:

PDF

Referências


ALFRADIQUE, Maria Elmira et al. Internações por condições sensíveis à atenção primária: a construção da lista brasileira como ferramenta para medir o desempenho do sistema de saúde ( Projeto ICSAP – BRASIL). Cad. Sáude Publica, Rio de Janeiro, v. 25 n 6 p 1337-1349, 2009.

COSTA, Juvenal Soares Dias et al. Tendência das internações por condição sensível à atenção primária e fatores associados em Porto Alegre, RS, Brasil. Revista Ciência & Saúde Coletiva, v. 21, n. 4, 2016.

COSTA, Juvenal Soares Dias; MARIMOTO, Tissiane. Internações por condições sensíveis à atenção primária, gastos com saúde e Estratégia Saúde da Família: uma análise de tendência. Revista Ciência e Súde Coletiva v 22 n 3, 2017

FERREIRA, Janise Braga Barros et al. Internações por condições sensíveis à atenção primária à saúde em uma região de saúde paulista, 2008 a 2010. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 23, p. 45-56, 2014.

JUNIOR, Pinto et al. Efeito da Estratégia Saúde da Família nas internações por condições sensíveis à atenção primária em menores de um ano na Bahia, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 34, p. e00133816, 2018.

NEDEL, Fúlvio Borges et al. Programa Saúde da Família e condições sensíveis à atenção primária, Bagé (RS). Revista de saude publica, v. 42, p. 1041-1052, 2008.

SOUZA, Dayane Kelle de; PEIXOTO, Sérgio Viana. Descriptive study on the evolution of hospitalization costs for ambulatory care sensitive conditions in Brazil, 2000-2013. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 26, n. 2, p. 285-294, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.