ATUAÇÃO DA ENFERMAGEM NA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA: PERCEPÇÃO DOS PROFISSIONAIS

GEISA CARLA DE BRITO BEZERRA LIMA, CRISTIANE FRANCA LISBOA GOIS, ILVA SANTANA SANTOS FONSECA, MARIA DA PUREZA RAMOS DE SANTA ROSA

Resumo


INTRODUÇÃO: A Atenção Primária à Saúde é o centro da comunicação das Redes de Atenção à Saúde, ordenadora do cuidado e tem em seu eixo a Estratégia de Saúde da Família (ESF). O desempenho dos profissionais de enfermagem que faz parte ESF deve ser congruente com ações estabelecidas pelo Ministério da Saúde (MS) a partir da Política Nacional da Atenção Básica (PNAB). As competências desses profissionais também são detalhadas nas diretrizes clínicas, observadas as disposições legais da profissão. OBJETIVO: Avaliar atuação dos profissionais de enfermagem da ESF. METODOLOGIA: Estudo descritivo, analítico, realizado com profissionais de enfermagem de uma capital do Nordeste. A amostra foi composta por 38 participantes. Para delimitação do tamanho da amostra foi utilizada a técnica da saturação e como técnica de investigação foi utilizada o grupo focal. As falas foram gravadas em áudio e posteriormente transcritas para documento do Microsoft Word 2010. Os resultados foram avaliados através da análise de conteúdo. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Tiradentes, CAAE 38983414.1.0000.5371. RESULTADOS: Da análise do conteúdo emergiram dois eixos categóricos, um direcionado a atuação dos enfermeiros e outro a dos auxiliares e técnicos de enfermagem. Os enfermeiros executam atividades que lhes são privativas, de acordo com a lei do exercício profissional, embora algumas funções como a de coordenar e supervisionar o trabalho do auxiliar ou técnico de enfermagem da Equipe de Saúde da Família não esteja sendo realizado como deveria. E também que as competências dos auxiliares e técnicos de enfermagem, enquanto integrantes da ESF, encontra-se fragilizada por conta do desvio de função, decorrente do escalonamento em unidades produtivas de natureza ambulatorial. CONCLUSÃO: A atuação do profissional de enfermagem frente às competências estabelecidas pelo MS está fragmentada, descaracterizando a ESF. Nesse sentido, sugere-se intervenções que considerem o contexto das inovações tecnológicas propostas para saúde, competências dos profissionais, baseadas em diretrizes clínicas e fixação de um modelo de atenção à saúde, pois acredita-se que as propostas e competências estabelecidas pela PNAB representam a melhor opção para se atingir uma assistência integral, com foco na promoção e prevenção da saúde.


Palavras-chave


Atenção Primária à Saúde; Estratégia de Saúde da Família; Papel do Profissional de Enfermagem

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.