Elaboração de ações de Articulação Ensino-Serviço na área da saúde: visão dos gestores da atenção primária

Luana Lima de Jesus, Luís Felipe de Souza Sales, Jamylle Catarina Passos Carregosa, Renata Jardim, Márcia Schott Souza Silva

Resumo


INTRODUÇÃO: A articulação ensino-serviço constitui uma ferramenta fundamental para a construção de um profissional crítico-reflexivo. Para que essa integração seja efetiva, é necessário que haja uma aproximação entre os diversos atores, ou seja, estudantes, docentes, gestores, profissionais da saúde e comunidade. Dessa maneira, com cada segmento se apropriando da sua função, propiciará o aumento da qualidade da assistência prestada.  OBJETIVO: Descrever a visão dos gestores da atenção primária à saúde acerca da elaboração de ações de articulação ensino-serviço. METODOLOGIA: Estudo descritivo, exploratório, transversal, com abordagem quantitativa, realizado entre os meses de agosto de 2016 e julho de 2017 por meio de entrevista com 15 gestores de Unidades Básicas de Saúde de um município do centro sul sergipano. Os dados foram arquivados e trabalhados através software Microsoft Office Excel (2010) e com a plataforma do Google Formulários. O trabalho está vinculado ao Núcleo Transdisciplinar de Estudos em Saúde Coletiva, com aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário de Aracaju sob parecer nº 949.513. Os pesquisadores seguiram as diretrizes e normas regulamentadoras preconizadas na Resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde. RESULTADOS: Dos 15 gestores entrevistados, 66,37% (n=10) são do sexo feminino e 33,33% (n=5) do sexo masculino. Quanto à escolaridade 40% (n=6) tem ensino técnico, 33% (n=5) ensino médio e 27% (n=4) ensino superior. Em relação ao tempo de gestão em saúde, 60% (n=9) dos gerentes tem experiência no setor por menos de um ano. De modo semelhante, 86,67% (n=13) afirmaram que exercem seu cargo na unidade por menos de um ano. Tais resultados têm forte relação ao momento político com a mudança da gestão municipal.  No que tange a elaboração das ações de articulação ensino-serviço 53,33% referiram que as ações são elaboradas pelas instituições de ensino (professores e alunos), enquanto 20% (n=3) afirmaram que os gestores e trabalhadores da unidade também participam da construção. Ademais, apenas 6,67% (n=1) reiteraram que as instituições de ensino, os gestores, os trabalhadores da unidade e a comunidade participam conjuntamente.  CONCLUSÃO: Portanto, para que as atividades de articulação ensino-serviço sejam efetivas é necessário que haja aproximação entre as diversas esferas envolvidas. Porém, a presente pesquisa expõe que elaboração das ações de articulação ensino-serviço ainda se encontram concentradas nas instituições de ensino, ou seja, por professores e alunos.

Palavras-chave


Serviços de Saúde; Serviços de integração docente assistencial; Educação Permanente em Saúde.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.