PERCEPÇÕES DE PESSOAS COM DIABETES MELLITUS TIPO 2 SOBRE A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO EM DIABETES.

Adhara Shuamme Bento Fraga, Bárbara Nunes Rezende Nunes Rezende, Dayanne Andrade Teixeira Andrade Teixeira, Liudmila Miyar Otero Miyar Otero, Thais Menezes Rabelo de Jesus Santana Rabelo Jesus Santana

Resumo


Estudo descritivo exploratório, de abordagem qualitativa, que objetivou analisar a percepção das pessoas com diabetes mellitus tipo 2 sobre a importância da educação em diabetes. A amostra foi de conveniência formada por 14 pacientes que faziam parte de um Grupo de Educação em diabetes de uma Unidade de saúde. Foi utilizada a técnica do grupo focal para coleta dos depoimentos que foram norteados por um questionário semi-estruturado contendo três questões que direcionaram as discussões. A técnica de análise de conteúdo foi escolhida para o tratamento dos dados de onde emergiram três categorias principais: Educação em diabetes mellitus como forma de comportamento para a convivência com a doença; Educação em diabetes mellitus como facilitadora para a transmissão dos conhecimentos para o autocuidado e Manual educativo sobre diabetes como ferramenta para educação nessa doença. As percepções observadas expressaram algumas barreiras no que diz respeito ao significado literal da educação em diabetes.


Palavras-chave


Diabetes mellitus tipo dois. Educação em Diabetes. Grupo focal.

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, L. (2011) Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

BERTOLIN, D. C. Adaptação psicológica e aceitação do diabetes mellitus tipo 2. Revista Acta Paul Enferm. 2015.

BOSCARIOL, R.; OUCHI J. D.; GONZAGA, M. F. N.; MARAGNA R. G. Diabetes mellitus tipo 2: educação, prática de exercícios e dieta no controle glicêmico. Revista Saúde em Foco; Edição nº 10. Ano: 2018. Disponível em: revistaonline@unifia.edu.br. Acesso em 04 de abril de 2018

CHAVES, M. O; TEIXEIRA, M. R. F.; SILVA, S. E; Percepções de portadores de diabetes sobre a doença: contribuições da Enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem. Rev Bras Enferm, Brasília 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v66n2/10.pdf

INTERNATIONAL DIABETES FEDERATION/IDF. Diabetes atlas. 7ª edição, 2015. Disponível em: . Acesso em: 19 junho 2017.

KIND, L. Notas para o trabalho com a técnica de grupos focais. Psicologia em Revista, Belo Horizonte, v. 10, n. 15, p. 124-136, jun. 2004. Disponível em: http://portal.pucminas.br/imagedb/documento/DOC_DSC_NOME_ARQUI20041213115340.pdf. Acesso em 04 abril 2018.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2015-2016. José Egídio Paulo de Oliveira, Sérgio Vencio. São Paulo: A.C Farmacêutica, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.