Conformidade das Praticas Assistências Envolvendo a Inserção do Cateter Vascular Central

Gilvan Gomes da Silva, Júlian Katrin Albuquerque Oliveira, Fernanda Carneiro Melo, Rosely Mota Santos, Eliana Ofélia Llapa-Rodríguez

Resumo


INTRODUÇÃO: A hemodiálise consiste em um procedimento mecânico de terapia de substituição renal que tem por finalidade remover substâncias tóxicas e o excesso de líquido que se acumulam em virtude da falência renal. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia, o número de unidades de hemodiálise no Brasil vem crescendo ao longo dos anos, passando de 510 no ano de 2000 para 747 unidades em 2016. Considerando a demanda por este serviço, os profissionais da área da saúde precisam ficar atentos às medidas de segurança, em especial quanto à prevenção de infecções que podem resultar em uma complicação no estado geral do paciente. OBJETIVO: Avaliar a conformidade do processo assistencial envolvendo a inserção do CVC em hemodiálise. METODOLOGIA: Abordagem quantitativa, de corte transversal desenvolvido no Serviço de Hemodiálise de um hospital referência do estado de Sergipe/Brasil. A pesquisa seguiu os preceitos da Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e foi iniciada após aprovação do projeto pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFS, CAAE nº 50544115.9.0000.5546. A amostra foi constituída por 1342 ações avaliadas, correspondendo a 122 formulários para monitoramento e controle da inserção de CVC. A coleta de dados foi realizada com base nos formulários de observação para inserção do cateter, já utilizado na unidade alvo. Considerou-se como critério de inclusão todas as práticas assistenciais envolvendo a inserção do CVC com a utilização do bundle para prevenção de infecções, que fossem realizados durante a permanência dos coletadores na unidade. O período de coleta ocorreu de maio a dezembro de 2016. A análise estatística foi do tipo descritiva, ainda foram calculados os índices para os indicadores de processo e a densidade da incidência de infecção com base na análise clínica e laboratorial. RESULTADOS: A taxa de adesão ao uso do formulário de inserção foi de 36%. A taxa de conformidade para inserção de cateter foi de 93%, correspondendo a 113 procedimentos. Das onze ações específicas do bundle, sete (64%) apresentaram 100% de conformidade. Os componentes que não apresentaram conformidade máxima foram: kit de material completo, com 95% de conformidade, preparo do sítio com solução alcoólica, 91%, uso de capote estéril, 98%, e área do procedimento coberta com campo estéril, 99%. Ainda, destaca-se que, após implantação do bundle foi observada uma redução na densidade de incidência global das infecções primárias da corrente sanguínea de 10,6 para 3,1 infecções por 1000 pacientes dia. CONCLUSÃO: Houve baixa adesão ao uso dos bundles, apesar da maioria das ações observadas atingirem a conformidade dentro do limite esperado, no entanto para atingir a segurança máxima, o procedimento deve ser permeado pelo total cumprimento das etapas e normatizações, o que inevitavelmente compromete a segurança do paciente.


Palavras-chave


Garantia da qualidade dos cuidados de saúde; Cateteres venosos centrais; Infecções relacionadas a cateter; Segurança do paciente.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.