Atenção à saúde do homem: Índice de mortalidade pelo câncer de próstata no município de Aracaju-SE

Cleverton Alves, Marly Almeida, Tailson Silva, Isadora Helena, Rute Nascimento

Resumo


INTRODUÇÃO: Os homens vivem em média, sete anos e meio a menos que as mulheres. O câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata – segundo dados mais recentes do Instituto Nacional de Câncer (INCA). A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino que possui função de produção e armazenamento do esperma, os sintomas nesse tipo de câncer surgem quando este já está em fase avançada, eles são: dores ao urinar, disfunção erétil, dores ósseas, hematúria, poliúria e presença de sangue no sêmen. OBJETIVO: Analisar as estatísticas nos casos de câncer de próstata nos homens na cidade de Aracaju-SE. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo ecológico, descritivo, de caráter quantitativo, cujos dados foram obtidos a partir de consulta ao Instituto Nacional de Câncer (INCA). A população estudada foi constituída por casos de câncer de próstata com a faixa-etária de 40 a 89 anos entre o período de 2012-2017. Foram incluídos neste estudo, homens na faixa etária a partir dos 40 até os 89 anos com incidentes corridos entre 2013-2018. Foram excluídos deste estudo, dados coletados entre 2009-2012. RESULTADOS: Segundo dados coletados de grupos de aproximadamente 100.000 homens em Sergipe entre 2013-2018 dispostos na plataforma eletrônica do INCA-Ministério da Saúde, dentre os 5 tipos de câncer prevalentes no estado, o câncer de próstata possui a maior taxa de mortalidade representada por 20,31%, e dentre as cidades da região Nordeste, Aracaju (24,39%) encontra-se na segunda posição, atrás apenas de Teresina (24,68%). Ainda, de acordo com a plataforma referida anteriormente, as faixas etárias mais afetadas no estado pelo câncer são, concomitantemente: 80 anos ou mais (750,63 casos), 70-79 anos (239,51 casos), 60-69 anos (67,17 casos), 50-59 anos (7,040 casos) e 40-49 (1,90 casos). CONCLUSÃO: Em síntese, ao longo dos anos os casos de câncer de próstata aumentam no estado de Sergipe, desta forma o estado encontra-se em segundo lugar dentre os 9 estados do Nordeste no ranking de mortalidade pela doença. Muitos desses casos poderiam ser identificados em seu início e serem tratados, mas os fatores, constrangimento junto ao déficit de acesso à informação ou até mesmo o preconceito inibem estes casos do tratamento e posteriormente a cura.


Palavras-chave


Saúde do Homem, Neoplasias da Próstata, Registro de Mortalidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.