CONHECIMENTO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM SOBRE ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS EM UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO.

Autores

  • Robson Wilson de Oliveira Universidade Tiradentes
  • Gessyk Karolaine Martins Sobrinho Universidade Tiradentes
  • Carla Grasiela Santos de Oliveira
  • Mauricio Araujo Nascimento
  • Karolina Freitas

Palavras-chave:

Enfermagem, Medicamento, Conhecimento, Educação.

Resumo

A enfermagem é responsável pela administração de medicamentos, que se entende como o ato de dar ou aplicar um fármaco previamente prescrito ao paciente, utilizando técnicas adequadas e específicas para essa atividade. As unidades de pronto atendimento (UPA) atendem usuários com queixas diversificadas, logo, nesse setor, a rotatividade de administração de fármacos é muito grande. A presente pesquisa busca identificar o conhecimento da equipe de enfermagem sobre a administração de medicamentos na unidade de urgência. O estudo foi desenvolvido em três momentos: aplicação de questionário fechado como pré-teste, educação em serviço e reaplicação do questionário como pós-teste. A pesquisa foi realizada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no município de Aracaju, Sergipe, entre os anos de 2016 a 2017. O estudo identificou muitos erros durante a realização do pré-teste e observou-se uma evolução significativa na grande maioria das respostas do pós-teste do questionário, exceto, em uma questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AZEVEDO FILHO et al. Administração de medicamentos: conhecimento de enfermeiros do setor de urgência e emergência. Enfermería Global, v. 26, p. 70-85, abr., 2012.

BARBETTA, P. A. Estatística aplicada às ciências Sociais. Florianópolis: Ed. Da UFSC. 7ª ed., 320p., 2010.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Núcleo de Gestão do Sistema Nacional de Notificação e Investigação em Vigilância Sanitária. Relatório Geral - Dados agrupados de eventos adversos e queixas técnicas. Brasília, 2011

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria no 1.601, de 07 de julho de 2011. Estabelece diretrizes para a implantação do componente Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h) e o conjunto de serviços de urgência 24 horas da Rede de Atenção às Urgências, em conformidade com a Política Nacional de Atenção às Urgências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 8 jul., 2011.

CAMERINI, F. G.; SILVA, L. D.; MIRA, A. J. M. Ações de enfermagem para administração segura de medicamentos: uma revisão integrativa. J. res.: fundam. care. [online]. v. 6, n. 4, p. 1655-1665, out./dez., 2014.

FARIA, M.C.,CASSIANI, P.M. , Responsabilidade da enfermagem na administração de medicamentos: Algumas reflexões para uma prática segura com qualidade de assistência. Rev Latino-am Enfermagem, v.9, n. 2, p. 56 a 60, 2011.

FERREIRA, A.M. , Técnicas de preparo de medicamentos parenterais: Tocar ou não o embôlo. Revista Enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, v.15 , n.1 , p:20 a 26, 2012.

OLIVEIRA, A.S.A., Análise do processo de administração de medicamentos em um hospital público de aracaju. Universidade Federal de Sergipe, 2016.

PINHEIRO, M.L.P. , Administração de medicamentos por via parenteral: Uma revisão. Revista conexão ciência, v.11, n.1, 2016.

QUEIROZ,K.C.B. , Analise de interações medicamentosas identificadas em prescrições da UTI neonatal da ICU-HGU. Revista UNOPAR ciências biológicas e da saúde, v.16, n. 3, p. 203 a 207, 2014.

Downloads

Publicado

2019-01-07

Como Citar

de Oliveira, R. W., Martins Sobrinho, G. K., Santos de Oliveira, C. G., Nascimento, M. A., & Freitas, K. (2019). CONHECIMENTO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM SOBRE ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS EM UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO. 2° Congresso Nacional De Enfermagem - CONENF, 1(1). Recuperado de https://eventos.set.edu.br/conenf/article/view/9388

Edição

Seção

Linha Assistencial