DIFERENCIAIS DE SEXO NAS INTERNAÇÕES REFERENTES A IMPORTANTES CAUSAS EXTERNAS NO ESTADO DE SERGIPE EM 2017

Autores

  • Catiane Nascimento dos Santos Souza Universidade Tiradentes
  • Anielle Feitosa Barreto Graduanda de Enfermagem/ Unit, Mentora no Projeto Mentoria; Direto de Praticas da LAESS.
  • Thais Cordeiro Sena Graduanda de Enfermgem/Unit
  • Viviane Silva Rocha Graduanda de Enfermagem/Unit
  • Felipe de Souza Nery Mestre em Saúde Coletiva, Universidade Tiradentes

Palavras-chave:

Causas externas. Hospitalização. Trauma. Sexo.

Resumo

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, estima-se que, a cada ano, 1,6 milhões de pessoas morrem decorrente das causas externas prevalecendo principalmente na população masculina. Assim, o presente estudo tem como objetivo avaliar os diferenciais de sexo nas internações segundo importantes causas externas no Estado de Sergipe em 2017. Trata-se de um estudo ecológico com base em dados secundários do SIH/SUS referentes às internações por causas externas em Sergipe em 2017. Foram notificadas 5.298 internações sendo que 71,6% ocorreram na população masculina, principalmente na primeira metade do ano. Considera-se, portanto de fundamental importância a fiscalização, implementação, e realização de ações eficazes, de prevenção e redução das causas externas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Catiane Nascimento dos Santos Souza, Universidade Tiradentes

Graduanda de Enfermagem/Unit,Monitora da Disciplina Enfermagem em Gestão Hospitalar, Coordenadora Científica da LAESS, Voluntária no Projeto do bem e Projeto Aedes Aegypti.

Referências

CERVANTES, C. A. D. et al. Análisis de al tendencia e impacto de al mortalidade por causas externas: México, 2000-2013. Salud Colectiva, v. 12, n. 2, p. 251, 24 jun. 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Projeção da População do Brasil por sexo e idade: 2000-2060, 2013. Disponível em: < https://ww2.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/projecao_da_populacao/2013/default_tab.shtm> Acesso em: 05 Abr. 2018.

MASCARENHAS, M. D. M.; BARROS, M. B. de A. Caracterização das internações hospitalares por causas externas no sistema público de saúde, Brasil, 2011. Rev. Bras. Epidemiol., São Paulo, v. 18, n. 4, p. 771-784, dez. 2015.

MATHIAS, T. A. F. et al. Confiabilidade dos diagnósticos de internações por causas externas financiadas pelo sistema Único de Saúde em dois municípios do Estado do Paraná, Brasil. Ciência e Saúde Coletiva, v. 19, n. 10, p. 4257-65. 2014.

MELO, A. C. M. Mortalidade de homens jovens por agressões no Brasil, 2010-2014: estudo ecológico. Cad. Saúde Pública, v. 33, n. 11, e00168316, 2017.

NATIONAL ASSOCIATION OF EMERGENCY MEDICAL TECHNICIANS. PHTLS: prehospital trauma life support, portuguese edition. S.l.: JONES & BARTLETT LEARNING, 2016.

NERY, A. A. et al. Perfil epidemiológico da morbimortalidade por causas externas em um hospital geral. Rev. Enfermagem UFPE, v. 7, n. 2, p. 562-71, fev. 2013.

SANTOS, Êmily Lima dos; SANTOS, Arielly Duarte Rabelo; SILVA, Karina Santos et al. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE ENFERMAGEM, 2017. Morbimortalidade por Acidentes de Transporte, segundo sexo, no Estado de Sergipe em 2015. Anais do Congresso Internacional de Enfermagem, maio, 2017. Disponível em: < https://eventos.set.edu.br/index.php/cie/article/download/5872/2197 >. Acesso em: 06 Abr. 2018.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2019-01-07

Como Citar

Souza, C. N. dos S., Barreto, A. F., Sena, T. C., Rocha, V. S., & Nery, F. de S. (2019). DIFERENCIAIS DE SEXO NAS INTERNAÇÕES REFERENTES A IMPORTANTES CAUSAS EXTERNAS NO ESTADO DE SERGIPE EM 2017. 2° Congresso Nacional De Enfermagem - CONENF, 1(1). Recuperado de https://eventos.set.edu.br/conenf/article/view/9385

Edição

Seção

Linha Assistencial