ÍNDICE DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR DE ACIDENTES POR QUEDAS SEM ESPECIFICAÇÃO EM POPULAÇÃO IDOSA SERGIPANA

Autores

  • Lorena Bandeira Lima Universidade Tiradentes
  • Carolina Santos Lopes
  • Claudia Lima dos Santos
  • Karla Valeska Araújo Caje
  • Ângela Maria Melo Sá Barros

Palavras-chave:

Idoso. Acidentes por quedas. Serviços de Saúde.

Resumo

INTRODUÇÃO: O envelhecimento é um processo progressivo e fisiológico, marcado por modificações funcionais, bioquímicas, morfológicas e psicológicas. Acidentes por quedas são uma das principais preocupações, já que eles aumentam consideravelmente a partir da sexta década de vida e, consequentemente, aumenta os índices de internação hospitalar. Quedas são consideradas uma das principais causas de lesões e morte da população idosa gerando grandes impactos na saúde pública, pois tais lesões geralmente tornam-se permanentes problemas físicos comprometendo mobilidade, força muscular, equilíbrio, cognição, dentre outros. Visando esse ponto frágil da senilidade, o presente trabalho compromete-se em pesquisar o quantitativo de internações hospitalares de idosos no estado de Sergipe, bem como os principais fatores de risco dos acidentes. OBJETIVO: Conhecer o quantitativo das internações hospitalares por quedas sem especificações entre idosos no Estado de Sergipe, num recorte amostral dos anos de 2013 a 2017, bem como buscar na literatura causas das quedas, impactos sociais e emocionais na velhice. METODOLOGIA: Pesquisa quantitativa, utilizando como fonte de pesquisa o indicador DataSUS, para identificar o número de internamentos hospitalares tendo por causa principal as quedas sem especificações em idosos. A pesquisa foi realizada levando-se em consideração o número de AIH (Autorização de Internação Hospitalar), em todo o estado de Sergipe, numa população com faixa etária a partir de 60 anos, com recorte temporal de 2013 a 2017. Para embasamento teórico, os seguintes descritores em saúde: idoso, acidentes por quedas e serviços de saúde, foram cruzados, nas principais bases de dados (Scielo, Lilacs, BVS e Medline). RESULTADOS: Obteve-se um total de 1641 internações hospitalares em Sergipe nos últimos 5 anos. Desse quantitativo, 1431 (86,11%) foram provenientes do município de Aracaju, 1 (0,06%) de Estância, 224 (13,65%) de Itabaiana, 2 (0,12%) de Nossa Senhora da Glória e 1 (0,06%) de Propriá. CONCLUSÃO: A queda traz impacto negativo sobre a mobilidade de idosos, gera ansiedade, depressão e medo de cair novamente, aumentando o risco de nova ocorrência. A pesquisa retornou com o quantitativo de 1641 AIH em Sergipe, ou seja, foram quedas graves o suficiente para levar o idoso ao hospital, geralmente com fraturas associadas. A literatura nos mostra que o acidente por queda é um dos principais problemas enfrentado pelos idosos. Assim, podemos inferir que, se 1641 idosos precisaram de internação hospitalar, quantas outras “quedas menos graves” assolam a população senil? Essa indagação nos leva aos principais fatores de risco e como minimiza-los, que podem ser intrínsecos ou extrínsecos. Os primeiros são alterações e limitações fisiológicas decorrentes da velhice; exigem diagnósticos e planos de intervenção mais detalhados e complexos. Os extrínsecos podem ser facilmente evitados pelos familiares e/ou cuidadores, são àqueles relacionados ao ambiente: condição do piso, calçados inapropriados, ausência de corrimões, obstáculos no caminho, degraus altos, roupas compridas, móveis instáveis, dentre outros. Tais constatações reforçam a necessidade de investimento na promoção da saúde e prevenção de lesões por quedas da população idosa gerando maior longevidade atrelada à qualidade de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lorena Bandeira Lima, Universidade Tiradentes

Graduanda em Enfermagem

Downloads

Publicado

2019-01-07

Como Citar

Lima, L. B., Santos Lopes, C., Lima dos Santos, C., Araújo Caje, K. V., & Melo Sá Barros, Ângela M. (2019). ÍNDICE DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR DE ACIDENTES POR QUEDAS SEM ESPECIFICAÇÃO EM POPULAÇÃO IDOSA SERGIPANA. 2° Congresso Nacional De Enfermagem - CONENF, 1(1). Recuperado de https://eventos.set.edu.br/conenf/article/view/9314

Edição

Seção

Linha Saúde Coletiva