ANÁLISE DA INCIDÊNCIA DE HANSENÍASE NO ESTADO DE SERGIPE, DE 2001 A 2012

Autores

  • AMANDA CAMILO SILVA LEMOS
  • Tatiane De Oliveira Santos
  • Ana Clara Cruz Santos De Santana

Palavras-chave:

Hanseníase, epidemiologia, atenção primária

Resumo

A Hanseníase é uma doença infecciosa crônica, causada pelo parasita intracelular obrigatório Mycobacterium leprae, que se instala no organismo da pessoa infectada, podendo se multiplicar. Objetivos: Avaliar a taxa de incidência dos casos de Hanseníase no município de Aracaju, nos anos de 2001 a 2012. Metodologia: Estudo ecológico descritivo, que utilizou dados secundários do Sistema de Agravos de Notificação (SINAN) e dados populacionais no município de Aracaju, disponíveis no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dispostos no Departamento de Informática do SUS (DATASUS). Resultados: Observou-se que não houve uma regressão contínua da ocorrência de casos, mantendo-se constante, com poucas oscilações. Sergipe ainda não alcançou a meta de eliminação da doença. Conclusão: Estimular as organizações de saúde, profissionais de saúde para ofertar mais informações sobre a fisiopatologia, prevenção e tratamento da doença, a fim de reduzir o índice de ocorrência de tal evento, torna-se algo imprescindível no momento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-01-07

Como Citar

LEMOS, A. C. S., Santos, T. D. O., & Santana, A. C. C. S. D. (2019). ANÁLISE DA INCIDÊNCIA DE HANSENÍASE NO ESTADO DE SERGIPE, DE 2001 A 2012. 2° Congresso Nacional De Enfermagem - CONENF, 1(1). Recuperado de https://eventos.set.edu.br/conenf/article/view/9291

Edição

Seção

Linha Saúde Coletiva