CASUÍSTICAS DA VIOLÊNCIA CONTRA MULHER NO ESTADO DE SERGIPE

Autores

  • Lorena Emanulle Rodrigues Santos Universidade Tiradentes
  • Jéssica Magalhães Silva
  • Thaislaine Santos Silva
  • Caroline Edivalda Freitas
  • Rute Nascimento Silva

Palavras-chave:

Violência. Sistema de Informação. Enfermagem

Resumo

INTRODUÇÃO: Violência contra mulher é caracterizada como, “qualquer feito que cause morte, danos físicos, morais, psicológicos e sexuais”. Nesse aspecto a violência contra mulher é tipificada como negligência, violência psicológica, violência sexual e violência física, essas estão incluídas em duas vertentes: violência doméstica e violência intrafamiliar. De acordo com o site o “Relógio da violência” a cada 7,2 segundos uma mulher é vítima de violência no Brasil. OBJETIVO: Identificar o número de vítimas internadas por agressão no estado de Sergipe entre os anos de 2013 a 2015. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo ecológico por meio de uma abordagem descritiva, quantitativa a partir de fontes secundárias presentes no datasus (departamento de informática do Sistema Único de Saúde do Brasil). RESULTADOS: Entre os anos de 2013 a 2015 no estado de Sergipe foram notificados 526 casos de violência contra mulher. Nesse contexto verificou-se que a faixa etária das mulheres que sofreram violência foram aquelas de 20 a 39 anos. Do total de casos notificados 49 mulheres eram brancas, 27 eram negras, 4 eram amarelas , 1 era indígena, 163 eram  de  parda. No estado de Alagoas nesse mesmo tempo e na mesma faixa etária foram notificados 1.300 casos de violência. CONCLUSÃO: É considerado relevante o índice de mulheres agredidas nesse contexto. Verifica-se que as mulheres que sofreram agressão são mulheres jovens e de etnia parda. Mesmo com instrumentos utilizados para fazer denuncia contra os agressores, as mulheres agredidas ainda se sentem ameaçadas. Diante disso, o profissional responsável pelo caso pode se impor de forma que faça a vítima se sentir acolhida e segura para denunciar o agressor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rute Nascimento Silva

Enfermaira. Mestranda em Saúde e Ambiente da Universidade Tiradentes

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2019-01-07

Como Citar

Rodrigues Santos, L. E., Silva, J. M., Silva, T. S., Freitas, C. E., & Silva, R. N. (2019). CASUÍSTICAS DA VIOLÊNCIA CONTRA MULHER NO ESTADO DE SERGIPE. 2° Congresso Nacional De Enfermagem - CONENF, 1(1). Recuperado de https://eventos.set.edu.br/conenf/article/view/9244

Edição

Seção

Linha Saúde Coletiva